Hi folks! We have updated our Privacy Policy. By continuing to use our services, you are agreeing to the new Privacy Policy.

“Vamos. Eu quero ir embora”.
“Não iremos até que eu termine o que tenho para terminar, baby”.

E Aiden parou por um instante. Ele tinha um dos dedos pendendo abaixo do queixo e fazia uma pose pensativa, enquanto parecia mirabolar em como proceder a partir dali. Mas quem nós estamos enganando? Ele sabia exatamente qual seria seu próximo passo. Ele voltou a segurar o martelo com mais firmeza e então com certo impulso, quebrou o joelho daquele homem. 

Este mesmo homem tinha o rosto repleto de sangue, enquanto tentava respirar e berrar. Naquela altura, ele tinha quase certeza que Aiden não o deixaria vivo. Porque insistir, então? Ele se resignou em berrar, falar que a mãe de Aiden era uma vagabunda, que ele era um aborto que havia dado certo. Isso fez o irlandês rir e também lhe deu impulso para mais uma martelada, só que dessa vez, no outro joelho. 

“Aiden, por favor...”

E ao mesmo momento em que ele a sentiu segurando seu braço, o homem se virou e bateu com a lateral do martelo em seu rosto. Pamela, como ela se chamava, caiu no chão: o susto e também a dor fizeram com que suas pernas ficassem bambas. E tudo se passou em um segundo muito lento. Enquanto ela tentava recobrar seus sentidos, sua mão foi direto a boca. E ao tocar os dentes, notou que um deles estava mole demais. Ela encarou a ponta dos dedos ensanguentados e percebeu que a força feita por Aiden havia sido um pouco demais e agora ela tinha sido atacada por tentar ajuda-lo. 

“Vá para o Inferno, Aiden!” 

Enquanto falava, cuspe ensanguentado manchou as botas de Aiden. Ele a deixou de lado, mais uma vez. Ele nunca a suportou muito, na verdade. 

Parado ali, ele havia a ignorado. Já ela... Ela estava tão irada de raiva que mal se conteve antes de sair daquele salão amplo, e se certificar que estava longe o suficiente daquele troglodita. E então, sem se dar conta, ela discava o 191. Pamela apenas disse que havia sido atacada por um homem, que estava sangrando, que não podia falar muito alto. Disse o endereço e aguardou, paciente. 


(...)

---
Why is the bedroom so cold?
You've turned away on your side. Is my timing that flawed?
Our respect runs so dry, yet there's still this appeal that we've kept through our lives.

But love, love will tear us apart, again!

---
@liinemoral . @izzym . @superhusbands
Show all items in this set…

Similar Styles

Love this look? Get more styling ideas

Continue
×
About