FADO II

[O poema improvisado neste momento - directamente em Português...]

****

O meu fado - é a minha verdade
a que gosto de contar,
que o mundo saiba que saudade
sempre vou cantar...

O meu proprio fado - é a minha vida
a que choro tanto,
pelo tempo esquecida -
no meu triste pranto...

O meu fado - é a solidão
a que dói-me tão intensamente,
e a minha esperança
de voltar a florescer -
o fado do amor ardente,
o fado de viver e morrer -
e nascer novamente...

O meu proprio fado -
não é nenhuma desgraça;
há um orgulho em cada palavra,
a honra de poder falar...
O fado que eu canto,
é a voz do meu coração...
Essa tristeza que traigo,
essa mágoa de uma paixão -
foi Deus que me fez cantar...

-----------------------------------
[Aisha Baranowska; 04 de junho de 2012.]
Show all items in this set…

Similar Styles

Love this look? Get more styling ideas

Continue
×
About